...leia aqui crônicas, veja as artes, soluções diversas...

Luiz Komoda




(18) 3222-4506
(18) 98806-7622 (oi)

Presidente Prudente

komoda@kompre.com.br

Eleitos

15/10/2014 20:00

Eleitos 

O dia 5 de outubro passou. O Brasil escolheu seus 5 mandatários para os próximos 4 anos. Alguns cargos ainda necessitarão ir para o segundo turno no dia 26 de outubro. Se voce votou, dificilmente irá coincindir que todos os nomes que indicou para os 5 cargos foram eleitos. A dificuldade em escolher nomes para Presidente, Senador e Governador foi menor (menos candidatos) do que os cargos de Deputado Federal e Estadual todos com milhares de candidatos.

Para não fugir à regra, a campanha de um repetiu as mesmas promessas feitas pelo concorrente: “Se eleito for, melhorarei a educação, saúde, transportes, segurança”.

Mas, cá entre nós, seja eleito fulano ou beltrano, após 4 anos, será que poderemos responder “sim” às perguntas:
              1) A Educação no Brasil eliminou cem porcento do analfabetismo? Ela formou crianças e jovens para serem cidadãos honestos que liderarão este país? Recuperou presos perigosos para serem modelos de cidadãos irrepreensíveis? A mídia colabora?

2) Consequentemente, existe paz e segurança com liberdade de trânsito livre para todos em qualquer lugar?

3) A população tem saúde (zero obesidade, zero doença crônica) e estilo de vida que previne ficar doente e dependente de drogas? E os plantões de emergência cobrem todas comunidades com eficiência e urgência?  

4) Desigualdades sociais e salariais foram eliminadas dispensando sindicatos e movimentos reivindicatórios com suas greves e todos transtornos para o cidadão comum?

5) Os transportes (internacionais, urbanos e interurbanos) otimizaram ferrovias, navegações marítimas e fluviais, rodovias, aerovias reduzindo estresse, acidentes e violências e mortes no trânsito? 

A resposta é, indubitavelmente: não! Porque nenhum político é Deus (embora alguns ou muitos deles adotem postura de todo-poderoso em suas promessas e comparações com os concorrentes).

Político eleito nada consegue fazer sozinho: precisa fazer acordos e conquistar a maioria das câmaras e senado para aprovar seus projetos.

Verdade é que alguns problemas conseguirão solução parcial ou total. Outros não. Mas problemas sociais (antigos ou novos) sempre continuarão existindo enquanto falíveis mortais estiverem regendo destinos de comunidades humanas. Voce e eu sabemos que em toda ante e pós-eleição é assim que funciona o Brasil. Independentemente de partidos ou pessoas. Mas a eleição livre é necessária, é uma bênção, a democracia exige e fazemos nossa parte ao comparecermos às urnas para validar nosso voto.

Esses e outros problemas findarão sim, porque o governo definitivo assumirá, em data não marcada, para eliminar o mal e implantar a perfeição e amor que caracterizam seu Líder, coisa que muitos pensadores humanos julgam ser utopia.

Mas alguns terráqueos já “apostaram suas fichas”, se deixaram eleger pelo futuro Rei dos reis Jesus Cristo,  já reservaram sua presença nesse futuro governo universal. São cidadãos das mais diversas origens:

A)  Um ex-ladrão (olha aí um exemplo e esperança para os modernos ladrões com ou sem colarinho branco) pregado junto com Jesus na cruz. Ele solicitou ser súdito do Rei e recebeu retorno imediato ao solicitar: “Então ele disse: "Jesus, lembra-te de mim quando entrares no teu Reino". Jesus lhe respondeu: "Eu garanto hoje: você estará comigo no paraíso".Lucas 23: 42 e 43.

B)    Um ministro do antigo reino da Babilônia: “Quanto a você, siga o seu caminho até o fim. Você descansará e, então, no final dos dias, você se levantará para receber a herança que lhe cabe”. Daniel 12:13 “Descansar” significa morrer temporáriamente o sono da primeira morte. “Final dos dias” significa final dos tempos.

C)    Ex-pescadores, um coletor de impostos e os outros discípulos: “Enquanto estava com eles, eu os protegi e os guardei no nome que me deste. Nenhum deles se perdeu, a não ser aquele que estava destinado à perdição, para que se cumprisse a Escritura”. João 17:12.

D)   Uma ex-prostituta, na lista dos heróis da fé de Hebreus 11: 31: “Pela fé a prostituta Raabe, por ter acolhido os espiões, não foi morta com os que haviam sido desobedientes”.

E)    Muitos ex-pecadores (como eu e voce) que trocaram esse status graças à graça do Salvador: “Vocês não sabem que os perversos não herdarão o Reino de Deus? Não se deixem enganar: nem imorais, nem idólatras, nem adúlteros, nem homossexuais passivos ou ativos, nem ladrões, nem avarentos, nem alcoólatras, nem caluniadores, nem trapaceiros, mentirosos herdarão o Reino de Deus.

Assim foram alguns de vocês. Mas vocês foram lavados, foram santificados, foram justificados no nome do Senhor Jesus Cristo e no Espírito de Nosso Deus”. 1 Coríntios 6:9 a 11.

Essa lista não incluirá o nosso nome se formos tão “bons, honestos e perfeitos” que dispensemos o perdão e graça de Jesus Cristo. Nossa inclusão exige assumirmos submissão, fé, confiança e amizade permanente com o Salvador Jesus. E nos prepararmos para Sua volta para implantar seu reinado, ajudando outros a se prepararem também, da maneira como Paulo revela: “assim também Cristo foi oferecido em sacrifício uma única vez, para tirar os pecados de muitos; e aparecerá segunda vez, não para tirar o pecado, mas para trazer salvação aos que o aguardam”. Hebreus 9:28 e  “Agora me está reservada a coroa da justiça, que o Senhor, justo Juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amam a sua vinda”. 2 Timóteo 4:8.

Está escrito e revelado na Bíblia Sagrada para quem a estuda de mente e coração abertos à sabedoria do Espírito Santo.   

 

Luiz Kazuo Komoda, designer, fotógrafo, professor, cronista e adventista do sétimo dia, escreveu durante 13 anos, a coluna Cotidiano Bíblico no jornal diário O Imparcial